O meu bloco é o Aratu

Era uma vez, um grupo de camaradas aratus. Eram velhos companheiros de militância – no movimento estudantil, no Partido dos Trabalhadores… essas coisas de crustáceo de esquerda.

Os camaradas aratus resolveram pôr as patas de fora. Decidiram sair da lama e subir as ladeiras de Olinda, e animar o carnaval do Recife. Juntaram-se a outros aratus, todos amigos. E, no ano de 2001, fizeram sua primeira folia.

Folia pequena, mas vermelha, e cheia de animação. De lá para cá, a aratuzada carnavalesca cresceu. Veio gente dos mangues das Alagoas. Veio gente dos mangues de Aracaju. Todos velhos companheiros, que aproveitaram o tempo de folia pra mergulhar na velha lama. São nove anos bem curtidos. O bloco cresceu, e a orquestra também.

Hoje, a aratuzada tem a honra de contar com o Maestro Carlos no comando da folia. Nada mais nada menos do que um dos comandantes do ritmo contagiante do Homem da Meia-noite. Quer mais? Então, se una à gente nesta folia: em Olinda, no domingo; e no Recife, na terça-feira.

Hoje, a aratuzada tem a honra de contar com o Maestro Carlos no comando da folia. Nada mais nada menos do que um dos comandantes do ritmo contagiante do Homem da Meia-noite. Quer mais? Então, se una à gente nesta folia: em Olinda, no domingo; e no Recife, na terça-feira.

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *